Serviços



Ecografia

Responsável: Prof. Doutor F. Castro Poças


Ecografia Digestiva

A ecografia permite a observação dos orgão digestivos sólidos, como o fígado e o pâncreas, e as vísceras habitualmente preenchidas por líquido, como é o caso da vesícula biliar.
As visceras ocas colocam dificuldade de observação na ecografia, devido à presença de ar. No entanto, podem ser observadas após preenchimento com água (como se faz para observar o estômago), e a ecografia permite medir a espessura da sua parede (útil na doença inflamatória intestinal).
A ecografia permite ainda a detecção de abcessos e de tumores a nível peritoneal.
Habitualmenre referimo-nos à ecofrafia de superfície., realizada por via abdominal. No entanto, é possível realizae ecografia no interior do tubo digestivo, em relação directa com os orgâos a examinar. Este método denomina-se de Ecoendoscopia e dedicamos-lhe um capítulo próprio.


Ecografia endo-anal
imagem: eco_anal.gif
Este método consiste no estudo do ànus, da porção final do recto e das estruturas adjacentes, mediante a introdução, por via anal, de uma sonda ecográfica, que tem incorporada na sua extremidade um transdutor ecográfico que sofre um movimento rotativo, permitindo abranger, num só plano, toda a circunferência do canal anal.
O método é particularmente útil para o estudo dos abcessos e fístulas anais, assim como dos músculos à volta do ânus — esfíncteres anais — fundamental para o estudo da incontinência anal.



Preparação para ecografia digestiva
Preparação para ecografia endo-anal



voltar